Deus, em Sua graça e misericórdia, por meio de Cristo, quer nos transformar

De 19/08/2016Blog, Vida Cristã

Há alguns meses, cheguei em casa e encontrei minha esposa acompanhando um jornal de fim de tarde. Como ainda devia resolver algumas tarefas do trabalho, me sentei à mesa, porém observando o conteúdo veiculado pelo programa.

Tratava-se de uma matéria documental sobre homens que haviam cometido brutais crimes sexuais no Brasil, o que, certamente, é lamentável. Ao término da reportagem, quando a condução do programa foi retomada pelos jornalistas do estúdio, um deles, em seu comentário sobre a matéria, afirmou que a barbaridade de tais atos está irremediavelmente impressa no caráter e comportamento daqueles que os cometeram. Seu colega, por sua vez, declarou categoricamente que, com comprovação científica e respaldo da psicologia forense, a natureza criminosa de um estuprador é intratável e, palavras dele, “não tem jeito. Uma vez estuprador, sempre estuprador”.

Ao ouvir comentários feitos com tanta firmeza e segurança, meu coração se encheu de tamanha alegria do Espírito Santo que acabei por interromper a fala dos jornalistas e disse à minha esposa: “Deus tem jeito pra eles! O Senhor tem solução pra eles!”.

A Bíblia é enfática ao apresentar o estado de degradação moral da humanidade e a universalidade do pecado (1 Rs 8.46; Sl 143.2; Pv 20.9; Rm 3.9-18,22,23; 7.5,14; Ef 2.1-3), contudo, também nos revela de modo solene o plano de salvação de Deus em Cristo e seu imutável interesse na justificação e transformação do ser humano:

“De fato, no devido tempo, quando ainda éramos fracos, Cristo morreu pelos ímpios.” (Rm 5.6).

“Todavia, Deus, que é rico em misericórdia, pelo grande amor com que nos amou, deu-nos vida juntamente com Cristo, quando ainda estávamos mortos em transgressões — pela graça vocês são salvos.” (Ef 2.4,5).

“Sou eu, eu mesmo, aquele que apaga suas transgressões, por amor de mim, e que não se lembra mais de seus pecados.” (Is 43.25).

“Contudo, aos que O receberam, aos que creram em Seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus, os quais não nasceram por descendência natural, nem pela vontade da carne nem pela vontade de algum homem, mas nasceram de Deus.” (Jo 1.12,13).

“Se, porém, andamos na luz, como Ele está na luz, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, Seu Filho, nos purifica de todo pecado.” (1 Jo 1.7).

Sabemos, portanto, que o nosso Deus, o Pai amoroso e misericordioso, é capaz de restaurar e transformar a moralidade do homem caído e pecador.

Ele não está sujeito aos limites estabelecidos pela ciência e suas diversas ramificações, pois Ele próprio determinou todas as leis por meio das quais governa o Universo, sendo estas subordinadas às Suas vontades e interesses (Dn 2.20-22).

Ele é poderoso para mudar vidas de pessoas tristes, oprimidas, deprimidas, fracassadas e doentes, espiritual, moral e fisicamente.

Oremos e trabalhemos para que cada vez mais pessoas sejam alcançadas pela verdade do evangelho e tenham um encontro pessoal com Cristo!

“Pois nada é impossível para Deus.” (Lc 1.37).

Davi Cardoso