Aceitação ou pura folga?

De 29/10/2016Blog, Vida Cristã
0-3oszy9z0_mutstvy

Há uns dias atrás eu estava conversando com uma pessoa que não é cristã e essa pessoa me disse: “Eu sou mais pro Budismo, sabe? Porque é o lugar onde me sinto bem, onde encontrei maior aceitação pro estilo de vida que levo.”

Aí então, eu parei pra pensar… Como o ser humano é folgado, né? Puxa, nós queremos somente aquilo que nos deixa confortáveis, que massageia nosso ego, que não nos incomoda a mudar….bem diferente do exemplo de Jesus que abriu mão de toda a Sua glória por amor a nós, né? (Filipenses 2)

É engraçado ver como a “síndrome de Gabriela” (eu nasci assim, vou ser sempre assim…) se espalhou tão rapidamente em nossa sociedade, e digo, pra minha vergonha, no meio dos cristãos… Daqueles que se dizem seguidores de Cristo…

Outra frase que já ouvi muito também: “Não estou mais na igreja X, pois não me sinto bem lá”. E quem foi que disse que somos nós que temos de nos sentir bem na igreja? Muito pelo contrário, é o Espírito Santo que tem que se sentir bem e à vontade pra trabalhar em nós! Agora imagine só… Jesus está aí habitando em você, aí você peca e Jesus fala: “Pois é… Não me sinto bem aqui, vou embora!” Nossa! Se fosse assim, onde eu estaria? Complicado e delicado, não?

Jesus não foi aceito e ainda não é por muita, muita gente mesmo… Mas isso não o fez desistir da obra para a qual se voluntariou!

Deus nos ama apesar do pecado, e nos transforma apesar do pecado!

Creio que é muito melhor sofrer as “dores” momentâneas de uma mudança real de vida do que permanecer “Gabriela” e o sofrimento não ter fim (sim, refiro-me ao inferno, e esse lugar é bem real!).

Você, que quer tanto ser aceito do jeito como é… Está disposto a aceitar a Jesus e a nova vida que Ele pode te dar do jeito que é?

 

 

Alyne Romeiro